Bósnia: diálogo “inter-religioso, entre etnias” e mensagem aos jovens esperados na visita do Papa

Vinko PuljicA Igreja Católica na Bósnia-Herzegóvina já designou os elementos que vão organizar com a Santa Sé a visita pastoral do Papa Francisco a Sarajevo, no dia 6 de junho.

“O Papa Francisco vem trazer uma mensagem de reconciliação e de paz não só para a Bósnia mas para toda a região e a Europa. Será uma visita que não deixará de relançar as instâncias do diálogo, sobretudo inter-religioso, e entre as etnias”, assinalou o secretário-geral da Conferência Episcopal Bósnia que comunicou a criação do comité.

A equipa responsável por organizar a visita do Papa vai ser presidida pelo arcebispo de Sarajevo, D. Vinko Puljic, que conta com os bispos das dioceses de Banja Luka e Mostar, por religiosos, irmãs, sacerdotes e leigos ativos no campo da pastoral, da catequese, da liturgia e dos meios de comunicação.

Atualmente estão a escolher lugares para a sala de imprensa e a localidade onde Francisco vai celebrar a Eucaristia: “Deve ser bastante ampla, com capacidade para acolher os fiéis aguardados em grande número, oriundos não somente da Bósnia”, comentou.

Segundo o responsável, os fiéis bósnios esperam “uma mensagem do Papa aos jovens” uma vez que “muitos estão a emigrar” porque “não veem perspetivas a nível local”.

“É importante que permaneçam para construir o futuro da Bósnia”, comentou o secretário-geral da Conferência Episcopal Bósnia.

O Papa Francisco anunciou a visita à cidade de Sarajevo, capital da Bósnia-Herzegovina, para ajudar na “consolidação” da paz depois da recitação do ângelus, no dia 1 de fevereiro.

Fonte: Agência Ecclesia